Share |

PSD e PS hipotecaram o futuro de Faro

Na reunião da Assembleia Municipal do passado dia 3, o PSD aprovou, com a conivência do PS, a contratação de um empréstimo de 50 milhões de euros pelo período de 20 anos. Segundo a simulação apresentada, este empréstimo obrigará a Câmara Municipal de Faro a despender cerca de 5 milhões de euros anuais em juros e amortização da dívida. Se juntarmos o serviço da dívida actual, nos próximos 10 anos a CM de Faro terá de pagar anualmente cerca de 10 milhões de euros, mais do que o que tem gasto no desenvolvimento do concelho. O serviço da dívida vai consumir a capacidade deste município realizar novas obras. Mas não se esqueceram de reservar uma folga de dois anos até 2013, ano das próximas eleições.

Mas não era preciso pedir tanto dinheiro. A dívida aos fornecedores é de 31 milhões. Muito do restante, que teremos de pagar a 2 euros por cada euro, é para “aproveitar” fundos europeus. Pasme-se vermos o PSD a apresentar os mesmos argumentos que critica ao governo a propósito do TGV. Os partidos que nos últimos anos desbarataram as finanças do município estão agora a destruir o seu futuro.

E quando o Bloco propôs que se poupasse no supérfluo, por exemplo, nos 70 mil euros anuais previstos para iluminações de Natal e festa de passagem de ano, levantaram-se em coro para defender esta despesa. É pouco dinheiro, bem sabemos, mas “grão a grão enche a galinha o papo” e permitiria garantir o sustento anual a 8 trabalhadores que produziriam em benefício de todos.