Share |

Moradores da zona do Largo de S. Francisco têm direito ao descanso!

O Bloco de Esquerda de Faro tomou conhecimento da realização da Receção ao Caloiro, de 18 de Setembro a 1 de Outubro, no largo de S. Francisco. (ver programa aqui)

O Bloco de Esquerda de faro manifesta não só a sua preocupação com a perturbação que o evento irá causar no transito da cidade, mas sobretudo com mais um ataque ao direito ao descanso dos moradores desta zona, que dificilmente poderão dormir durante 10 noites.

Tendo já este assunto sido aflorado na Assembleia Municipal o Bloco de Esquerda de Faro enviou ao executivo municipal o seguinte requerimento:

Assunto: Pedido de Informação relativo à de Receção ao Caloiro que irá ter lugar no Largo de S. Francisco entre 18 de Setembro e 1 de Outubro?

Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Faro

Na passada reunião da Assembleia Municipal de Faro de 21 de Junho de 2010, foi o executivo da Câmara inquirido sobre a realização da Semana Académica do Algarve no Largo de S. Francisco.

Foi recordada a perturbação causada no transito da cidade de Faro pelo encerramento do seu maior parque de estacionamento e único gratuito do centro da cidade.

Mas foi sobretudo lembrado que entre o direito de uns ao divertimento e o direito de outros ao descanso, é sem dúvida prioritário defender o direito ao descanso dos habitantes de toda a área envolvente do Largo de S. Francisco.

Foi então afirmado perante a Assembleia Municipal que esta é uma situação que não iria repetir-se a bem dos cidadãos e da sua qualidade de vida.

Recentemente fomos surpreendidos pela noticia da semana da receção ao caloiro precisamente no Largo de S. Francisco.

Perante os transtornos que tal iniciativa irá causar à Cidade pergunta-se:

1) Porque razão este evento terá lugar no Largo de S. Francisco?

2) Onde se situam os lugares estacionamento alternativos?

E sobretudo:

3) A organização do evento assegura o isolamento sonoro do Largo de S. Francisco?

4) Caso não esteja assegurado o isolamento sonoro, tem a Câmara Municipal de Faro, ou a organização do evento, quartos alugados nas diferentes unidades hoteleiras do concelho para que os moradores possam dormir 10 noites com alguma tranquilidade.